Toxoplasmose, coqueluche e eclâmpsia: saiba como evitar essas doenças na gravidez

Proteja você e seu bebê! Dores e febres podem indicar sintomas de doenças contagiosas durante a sua gravidez, por isso é muito importante estar atenta aos sintomas. 

O seu sistema imunológico sofre com alterações durante a gestação e pode ser enfraquecido, favorecendo a proliferação de algumas doenças que podem afetar o desenvolvimento do bebê. 

É imprescindível realizar seus exames pré-natais e comunique seu obstetra de confiança sobre qualquer sintoma que tiver. 

Confira a seguir algumas doenças com as quais você deve estar atenta e como evitá-las:

Toxoplasmose
Causada por um protozoário presente nas fezes de gatos filhotes, a toxoplasmose pode ter consequências graves para os bebês, como problemas de visão, surdez, hidrocefalia, assim como a micro e macrocefalia. 

Quais são os sintomas?
A doença pode passar por você, mamãe, sem grandes complicações com sintomas leves, similares ao da gripe. Por isso, procure seu médico de confiança quando apresentá-los.  

Como evitar?
Evite comer carnes e ovos mal-passados ou crus. Lave bem frutas e verduras. Quanto aos pets, não são os gatos que transmitem a doença, logo, não é preciso ter medo deles. A atenção especial deve ser direcionada para o momento da limpeza da sua caixa de areia e na hora de recolher as fezes. Lembre-se sempre de lavar as mãos! 

Coqueluche 
Conhecida como tosse comprida, a coqueluche pode ser transmitida por tosse, espirros e secreções de pessoas doentes. Ela pode ser muito grave em bebês com menos de 2 meses, podendo leva-los à insuficiência respiratória. 

Quais são os sintomas?
Seus sintomas são muito parecidos com um resfriado, que evoluem para tosse seca. Esteja atenta!

Como evitar?
A vacina tríplice bacteriana (dTpa) está disponível na rede pública para gestantes e previne contra coqueluche, difteria e tétano. Se você, mamãe, estiver vacinada, seu bebê também estará protegido. Se você não estiver imunizada, converse com seu obstetra para que ele possa lhe orientar sobre as doses que você deve tomar. 

Eclâmpsia 
Esta infelizmente é uma das principais causas da mortalidade materna. A eclâmpsia pode aparecer tanto durante a gestação quanto no pós-parto com o aumento da pressão arterial. Além de oferecer riscos para você, mamãe, também pode atingir o bebê, levando à insuficiência placentária, com consequências no seu desenvolvimento. Também aumenta as chances de parto prematuro.   

Quais são os sintomas?
Ela vem acompanhada de dores de cabeça, inchaço, dores no estômago, náuseas e vômitos e, claro, o aumento da pressão arterial acima de 14 por 9. Pode ser desencadeada por diabetes, hipertensão crônica, predisposição à trombose e até mesmo histórico familiar prévio. 

Como evitar?
É muito importante que você mantenha uma alimentação saudável durante a gravidez, com pouco consumo de sal. Seu obstetra também pode pedir a realização de exames que analisem o riscos de pré-eclâmpsia. Converse com ele sobre. 

Facebook Comments

Add Your Comment

Programado por: L3 Biz